Rádio Onda Viva

.

Emissão Online

População manifestou-se contra gasolineira no Largo de Vilarinho

Foi anunciada como sendo uma vigília noturna, mas acabou por ter mais contornos de manifestação, com cartazes, palavras de ordem e bombos. Ruidosamente, o povo de Macieira, em Vila do Conde, disse “não e não”, ontem à noite, à instalação de um posto de abastecimento de combustíveis no Largo de Vilarinho. Inês Amorim, que tem uma casa apalaçada, classificada como património municipal, confrontante com o espaço onde irá ser implantada a bomba de gasolina, diz que assim não pode ser. Na terra, ninguém está contra a instalação de um posto de combustíveis, mas nunca no Largo de Vilarinho, que é também uma zona verde e de convívio para a população. Acresce a isto o facto de haver a escassos metros uma capela. O pároco da freguesia Celestiano Ruas também está contra a obra naquele local. António Seara, um dos porta-vozes do movimento de contestação, confia no bom senso da presidente da Câmara, Elisa Ferraz, para a obra não ir avante. Na manifestação compareceram alguns dirigentes políticos e deputados municipais. Refira-se que continua a correr na freguesia um abaixo-assinado de repúdio pela obra, que já juntou cerca de 500 assinaturas.

As declarações podem ser ouvidas na edição local da tarde.

RECOMENDADAS

Login