Rádio Onda Viva

Emissão Online

Pesquisar

Supremo condena Varzim a pagar

O Varzim vai ter de pagar 672 mil euros relativos a impostos que as empresas Famenc e Hagen terão desembolsado durante o período de vigência do chamado “processo estádio”. Ao que escreve o jornal O Jogo de hoje a decisão é do Supremo Tribunal de Justiça que analisou um recurso interposto no Tribunal da Relação do Porto. O mesmo jornal refere que a verba, com juros, poderá ascender a um milhão de euros.  As duas firmas assinaram, em 2006, com o clube um acordo para construírem um estádio (na imagem) no parque da cidade em troca dos terrenos das atuais instalações desportivas situadas junto ao mar.  O clube recebeu também uma compensação financeira. O certo é que o processo não avançou e as partes acabaram por se confrontar na Justiça acusando-se mutuamente como culpadas de tal inércia. As empresas reclamaram créditos em cerca de 20 milhões de euros, mas o Varzim acabou absolvido desse pedido de indemnização. Avançou também a parte relativa aos impostos pagos na ocasião e é essa fatia que agora, esclarece O Jogo, foi decidida pelo Supremo.

As declarações podem ser ouvidas na edição local.

  

Pizzaria Miragem

RECOMENDADAS

Login

Emissão Online